Depois da derrota matinal por 1-2 frente ao Torreense "B", após prolongamento, o Belenenses voltou a perder, desta feita frente ao Cádiz, no âmbito do Torneio Internacional "Oeste Cup 2013". Na zona de entrevistas, espaço para os comentários do treinador André Venâncio (Belenenses).

Artigo

Ao Belenenses resta portanto disputar ao Corroios o sétimo lugar no Torneio, no derradeiro jogo que terá lugar amanhã, 10 de Junho, pelas 9 horas. A grande final está agendada para as 17 e colocará frente-a-frente o Torreense "A" e o Sporting.

Sobre o jogo que opôs o Belenenses ao Cádiz, vitória natural da melhor equipa, mais rápida sobre o esférico, com um bom banco e que dispôs das melhores oportunidades. O Belenenses bateu-se bem, teve os seus momentos e equilibrou durantes largos períodos, mas foi infeliz. O primeiro golo do Cádiz, por exemplo, foi apontado na própria baliza. João Silva teve nos pés o golo do empate, mas falhou o remate, o mesmo não acontecendo ao espanhol Álvaro, bem desmarcado. O 2-1 ainda veio animar as hostes só que, logo no arranque da segunda parte, marcou o Cádiz mais um, no seguimento de um canto.

Os dois golos de desvantagem ainda seriam passíveis de recuperação e o Belenenses esteve perto de entrar nesse caminho aos 42 minutos, numa boa abertura de Ricardo Mendonça para João Silva, todavia o remate, de primeira, saiu-lhe com má direcção. Pouco depois, uma fuga de José Carlos rendeu-lhe grande penalidade que Robles não perdoou. Com a motivação em alta, o Cádiz entrou então em quinze minutos de grande nível, durante os quais ampliaram a vantagem até aos 6-1. Destaque ao seu último golo, corolário de uma boa jogada do colectivo.

A partir daí o Belenenses recuperou a compostura e dominou até final. Ainda reduziu para 6-2 e podia ter marcado mais, não fora a atenção do guarda-redes espanhol, que o negou com um par de boas intervenções.

Alguns nomes a reter, começando pelo Cádiz. Apesar da homogeneidade do colectivo, é difícil ficar indiferente ao "raçudo" Sergio, avançado que certamente dará que falar nos anos vindouros.

Quanto ao Belenenses, a nossa preferência vai para Ricardo Mendonça, pela sua concentração no eixo da defesa e proactividade no ataque. Destaque ainda para o médio Luís Sousa, pelo dinamismo demonstrado.

Parque Desportivo Maximino Franco dos Santos (A-Dos-Cunhados, Torres Vedras), 9 de Junho de 2013, 15:45 horas.
7º Jogo do Torneio Internacional "Oeste Cup 2013".
Sob a arbitragem de Luís Carvalho, auxiliado por Hugo Miguel e Sabino Paulo, as equipas alinharam:
Belenenses: 1- Miguel Pinto; 2- Diogo Gonçalves, 3- Ricardo Mendonça, 4- Tiago Manso e 5- André Figueira; 6- Pedro Borges, 7- Diogo Rodrigues, 9- João Santos e 10- Luis Sousa "cap."; 17- Henrique Martins e 18- Miguel Charrua. Suplentes: 12- Ivan Pires (guarda-redes), 8- Tomás Cardoso, 11- João Silva, 13- Vladimir Veiga, 15- Gonçalo Martinho e 16- Daniel Martins. Treinadores: Ricardo Ferreira e Francisco Duarte. Coordenador: André Venâncio.
Cádiz: 1- Nene; 2- José Manuel, 4- Paul "cap.", 6- Kevin e 8- Jaime; 9- Sergio, 11- Medina, 14- Fermin e 21- David Ruiz; 22- Alberto e 27- Solano. Suplentes: 13- Pedro (guarda-redes), 3- Gayo, 7- José Carlos, 10- Robles, 12- Ramgar, 15- Álvaro e 16- Javi. Treinadores: Chico Segundo e David Almorza.
Golos: 0-1, Tiago Manso (6', p.b.); 0-2, Álvaro (25'); 1-2, Ricardo Mendonça (30'); 1-3, Paul (38'); 1-4, Robles (45', g.p.); 1-5, Jaime (53'); 1-6, Ramgar (60'); 2-6, Ricardo Mendonça (70').
Acções disciplinares: amarelos para Tiago Manso, João Santos e Vladimir Veiga (Belenenses).